quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Conheça o Bacurau-norte-americano


O bacurau-norte-americano cochila durante o dia
geralmente em galhos à pequena e média altura.
Os bacuraus e curiangos são aves de hábitos noturnos da família Caprimulgidae. Segundo Sick, "os hábitos noturnos da maioria dessas aves levou o povo a apelidar de "bacurau" um indivíduo que só costuma sair à noite. "Bacurau" é alcunha dada aos negros (Rio de Janeiro). Tornar-se "curiango" significa na gíria "pegar serviço noturno". A denominação "Caprimulgus" é dada por uma crença européia que dizia que essas aves, de boca descomunalmente larga, vinha mamar o leite de cabras."

Alimentam-se de grande quantidade de insetos que são caçados principalmente em voo. O tamanho descomunal da boca dos bacuraus facilita na captura de insetos. Além disso, as cerdas ao redor do bico (vibrissas) bem proeminentes em algumas espécies ampliam a extensão da boca quando aberta durante o ato de caçar o que pode ajudar na tarefa de captura de insetos.

"O uso ilimitado de inseticidas é uma ameaça às espécies dessa família."
Consta em Sick que um bacurau-norte-americano (Chordeiles minor) examinado nos EUA tinha 2.175 insetos no estômago, quase a metade formigas aladas (rainhas), apanhadas durante a revoada destes insetos. Foi calculado que o peso retirado do estômago de dois outros indivíduos deste bacurau era de aproximadamente 25% do peso da ave.

Em Brasília alguns indivíduos vem sendo
encontrados, ano após ano, na mesma região do
parque da cidade, e muitas vezes, na mesma árvore.
A plumagem críptica do bacurau-norte-americano, e da maioria das espécies dessa família, tornam-as muito parecidas em cores e desenho da plumagem, o que dificulta em sua identificação. Por outro lado, existe uma variação nas cores da plumagem de cada espécie de acordo com o ambiente onde vivem (areia, folhas caídas no solo, terreno pedregoso), deixando-as perfeitamente camufladas.

O bacurau-norte-americano reproduz-se na América do Norte e no início do inverno migra para o continente sul-americano, retornando apenas na primavera, sendo uma das últimas espécies migratórias a retornar para seu ambiente de reprodução em solo americano. A distância percorrida durante a migração pode passar dos 8.000km, sendo um dos percursos mais longos de aves migrantes norte-americanas de que se tem conhecimento. Embora seja uma ave de hábito noturno, pode viajar também durante o dia.

Em Brasília, a espécie chega por volta de Novembro e pode ser encontrada até meados de Março. A maior parte dos registros da espécie em Brasília publicados no site wikiaves foram realizados no Parque da Cidade. Constam ainda alguns registros no cemitério Campo da Esperança, para os que desejaram fugir da rotina!

Uma parceria entre o OBSERVAVES e a Rede Globo permitiu realizarmos uma matéria sobre o bacurau-norte-americano, veiculada em 26/11/2015. Abaixo o vídeo da reportagem.

video


Para saber mais sobre o bacurau-norte-americano:
http://www.wikiaves.com.br/bacurau-norte-americano

Texto: Rodrigo D'Alessandro
Fotos: Paulo Lahr

Fontes utilizadas: Ornitologia Brasileira, Helmut Sick
Site All About Birds - https://www.allaboutbirds.org/guide/Common_Nighthawk/id


Um comentário:

Postagens populares